<< Voltar ao site
Olá, Visitante. Por favor Entre ou Registe-se se ainda não for membro.
Perdeu o seu e-mail de activação?
Junho 18, 2019, 21:52:04 pm

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão
Pesquisa:     Pesquisa avançada
104241 Mensagens em 6904 Tópicos por 17449 Membros
Membro Mais Recente: Versa
* Início Ajuda Entrar Registe-se
+  Forum dos Bimbólicos - Os amigos da Bimby
|-+  Troca de Receitas
| |-+  Doces e Sobremesas
| | |-+  Tartes
| | | |-+  Obrigada pela ajuda
« anterior seguinte »
Páginas: 1 2 3 [4] Ir para o fundo Enviar este tópico Imprimir
Autor Tópico: Obrigada pela ajuda  (Lida 22212 vezes)
Patuxa
Velocidade 5
*****

Rotacões: 41
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 732


lar doce lar....


« Responder #45 em: Julho 06, 2007, 08:59:20 am »

Assim pode-se namorar mais à vontade e sem interrupções  Cheesy
É uma forma de alimentar o casamento, ora pois!
 Kiss
Registado

Patuxa
isabelocas
Bimbólico
******

Rotacões: 556
Offline Offline

Mensagens: 1748



« Responder #46 em: Julho 06, 2007, 09:03:42 am »

Tens razão Luísa , todos os casais deviam passar uns dias de férias sozinhos , eu hoje faço 11 anos de casada e vamos comer fora e o meu filho também vai , pois não tenho com quem deixar , desde que vim para aqui está sempre comigo . Smiley
E os avós adoram ficar com os netos .
« Última modificação: Julho 06, 2007, 09:05:58 am por isabelocas » Registado
Luisa Alexandra
Bimbólico
******

Rotacões: 1255
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 5777



WWW
« Responder #47 em: Julho 06, 2007, 09:17:04 am »

Então muitos parabéns pelo aniversário de casamento! 11 anos já é muito tempo!
Se eu também não tivesse a família aqui ao lado para ficar com eles também não me podia dar a estes luxos! Hoje em dia todos os cuidados são poucos com as crianças e nós somos muito selectivos no aspecto das pessoas a quem confiamos os nossos filhos, que são a nossa vida. Daí que só aos avós e padrinhos, que são o meu irmão e os irmãos do meu marido, até nesse aspecto fizémos questão de ter como padrinhos pessoas em quem confiássemos plenamente. Os laços de amizade hoje em dia são facilmente quebráveis, mas cremos que a família é indisolúvel! Sei que se algo nos acontecer eles tratarão os nossos filhos como se deles fossem! Daí que também ache necessário uma aproximação mais real, como passar uns dias só com eles, sem os pais por perto.
A minha cunhada é madrinha dos meus dois filhos e trata-os como uma segunda mãe, e os padrinhos igualmente, talvez por mais ninguém ainda ter filhos na família os nossos são requisitados com mais frequência!!!!! Cheesy
Registado

anacandeias
Bimbólico
******

Rotacões: 261
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 2498


a minha tarte SanTiago


« Responder #48 em: Julho 06, 2007, 09:47:55 am »

Então muitos parabéns pelo aniversário de casamento! 11 anos já é muito tempo!
Se eu também não tivesse a família aqui ao lado para ficar com eles também não me podia dar a estes luxos! Hoje em dia todos os cuidados são poucos com as crianças e nós somos muito selectivos no aspecto das pessoas a quem confiamos os nossos filhos, que são a nossa vida. Daí que só aos avós e padrinhos, que são o meu irmão e os irmãos do meu marido, até nesse aspecto fizémos questão de ter como padrinhos pessoas em quem confiássemos plenamente. Os laços de amizade hoje em dia são facilmente quebráveis, mas cremos que a família é indisolúvel! Sei que se algo nos acontecer eles tratarão os nossos filhos como se deles fossem! Daí que também ache necessário uma aproximação mais real, como passar uns dias só com eles, sem os pais por perto.
A minha cunhada é madrinha dos meus dois filhos e trata-os como uma segunda mãe, e os padrinhos igualmente, talvez por mais ninguém ainda ter filhos na família os nossos são requisitados com mais frequência!!!!! Cheesy

Que sortuda!
É assim mesmo Luísa. Penso exactamente como tu. A educação dos nossos filhos tem que ser a nossa prioridade e o apoio familiar é a nossa grande base de sustentação.
As pessoas da nossa família são como as fundações de um edifício que são escavadas no terreno para depois suportar com o peso do prédio. Depois, dependendo das vigas de aço que lá pões, aquilo aguenta com mais ou com menos peso. E as pessoas também são assim, mais fortes ou menos fortes. Temos que nos amparar uns aos outros.
Não ter a família por perto, porque às vezes tem mesmo que ser assim, é ter sempre um pilar com fissuras e a precisar de obras  Wink

Quando ao cuidado que temos que ter na escolha dos que olham pelos nossos filhos não podia estar mais de acordo contigo. Os padrinhos da Patricia foram escolhidos a dedo para poderem ser o meu braço direito na educação dela. E hoje, passados 17 anos, sinto que temos feito um bom trabalho de equipa. Não há um convívio diário porque estamos todos longe, mas ela sabe que eles estão lá para o que der e vier. E são muito jovens - agora na casa dos 30, perto da idade dela, o que a ajuda imenso.
Com a Mariana, o critério é o mesmo.
Não andamos à procura de ter pessoas endireinhadas que a encham de prendas no Natal, Páscoa e aniversário. Queremos ter duas pessoas que nos ajudem na sua educação e formação pessoal ao longo da sua vida.
Comigo também foi assim e agradeço do fundo do coração os padrinhos que os meus pais escolheram. O meu tio, irmão do meu pai e a minha tia, irmã da minha mãe. Foram e são duas grandes referências na minha vida.
Registado

Luisa Alexandra
Bimbólico
******

Rotacões: 1255
Offline Offline

Sexo: Feminino
Mensagens: 5777



WWW
« Responder #49 em: Julho 06, 2007, 09:57:21 am »

Concordo contigo. No meu caso sei que tenho muita sorte porque tenho a minha família mais directa mesmo ao pé da porta, e os avós e a minha madrinha relativamente perto, mas sempre fui educada com uma grande proximidade de todos, daí que queira isso para os meus filhos.
Registado

Páginas: 1 2 3 [4] Ir para o topo Enviar este tópico Imprimir 
« anterior seguinte »
Ir para:  

 
Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.19 | SMF © 2006-2007, Simple Machines XHTML 1.0 válido! CSS válido!
Página criada em 0.049 segundos com 20 procedimentos.